• Danielle Lins

Da educação dos filhos ao Projeção

Atualizado: Fev 6

Ana não poupa esforços quando o assunto é trazer melhorias para o ensino de seus alunos.

A partir de um sonho audacioso, a empreendedora Ana Lúcia Rodrigues da Costa Neves, de 50 anos, formada em Letras, decidiu criar o Colégio Projeção ao lado do marido Edmo Neves. Não que as escolas de Vitória de Santo Antão não fossem boas, mas ela buscava algo mais, queria escolher os professores dos filhos Juliana e Arthur Neves. “Quando meus filhos estavam com seis e cinco anos de idade, resolvemos criar uma escola em que pudéssemos oferecer o ensino para eles. E com muita luta surgiu o Projeção. Hoje me sinto como se estivesse formando outras Julianas e outros Arthus, melhorando o ensino dos filhos de outras mulheres”, disse contente.


Atualmente exercendo a função de gestora do Colégio Projeção ao lado do marido, Ana relembra a época em que tudo começou. “Eu me casei quando ia completar 19 anos. Tive meus filhos ainda na faculdade e consegui conciliar tudo isso com a ajuda da família, principalmente da minha sogra dona Angelita Neves e da minha mãe Valdenice que me ajudaram dentro das suas possibilidades”, afirma.


Com os filhos já formados, Juliana médica e Arthur advogado, Ana explica que a união da família é uma peça chave na construção do Projeção. “Os desafios são grandes, mas acho que o estudo, a observação em si mesmo e em outros profissionais como referências, trocar ideias, vivenciar problemas comuns nos permitem amadurecer. Os próprios alunos nos ensinam muito, aprendemos com eles e aí vamos superando”, ressalta.


De personalidade forte e que encara desafios, Ana está sempre procurando superá-los. Acredita que estagnar algo para continuar mais a frente não é ser incapaz, segundo ela, desistir não é fraqueza, mas é preciso voltar ao projeto e tentar outra vez. “Não é fácil conciliar trabalho, escola, família, esposo, filhos, mas com a ajuda deles a gente consegue conciliar tudo porque somos uma família em que o projeto de um é o projeto de todos”, relata.


O Projeção conta hoje com 36 profissionais e aproximadamente 500 alunos, oferece serviços para a Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio, costuma realizar diversas atividades de vivências didáticas, experimentos científicos e excursões pedagógicas. “A nossa escola prepara os estudantes para o mercado de trabalho e o nosso foco é fazer sempre o melhor para eles”, admite.


Indagada de como seria o perfil dessa mulher de expressão, Ana entende que as características predominantes dela são de querer fazer algo audacioso para possibilitar a diferença na sociedade em que vive e saber dominar o medo para não desistir. “O medo todos têm, mas ele tem que ser dominado e não dominar você. Quando se busca fazer algo grandioso o medo vai estar presente, mas não pode te dominar”, complementa.


Gostou desse conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

LOGO 2-03.png

Siga a AC nas mídias sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Branca ícone do YouTube

Todos os Direitos Reservados © 2020 DANIELLE LINS