• Danielle Lins

Assessoria de Imprensa: Como construir uma pauta jornalística

Atualizado: Jan 30

Foto: Arquivo AC

No mundo da assessoria de imprensa, a sugestão de pauta faz parte da rotina de todo assessor. Ela é responsável por orientar e dar as diretrizes necessárias ao jornalista que vai construir uma matéria, funcionando como a bússola é para o navegador. Trata-se de uma estratégia utilizada para enviar um conteúdo de valor com dados e informações oficiais e de relevância à imprensa visando convencer o veículo de comunicação da importância de transformar a sugestão em matéria.


Mesmo diante do novo cenário em virtude da era da informação digital, podemos destacar algumas das principais funções do assessor de imprensa já conhecidas como a busca por um relacionamento com a imprensa, cuidar da imagem do assessorado, gerenciar possíveis crises e trabalhar as melhores estratégias de gestão de comunicação externa para divulgar e fortalecer a imagem do cliente perante o público-alvo, sendo uma delas a sugestão de pauta.


Mas é bom ficar atento! Falhas na elaboração desse tipo de estratégia podem comprometer os resultados do assessor e, consequentemente, o relacionamento com o jornalista, impedindo que a sugestão torne-se uma pauta jornalística.


Você deve está se perguntando: Então, como construir uma sugestão de pauta que seja relevante, desperte o interesse do veículo e gere a pauta jornalística? Vamos lá! Há mais de um formato de sugestão de pauta, a depender do assunto, e cada profissional escolhe a forma mais adequada de produzi-la, porém existem seis itens básicos que norteiam o trabalho do assessor.


Ah! Lembrando que a sugestão de pauta não precisa ser rígida, tá? Pois a qualquer momento pode ser alterada.


6 Itens básicos para uma boa sugestão de pauta:


1. Cabeçalho – é a identificação da sugestão de pauta. Neste item pode inserir o nome da editoria, data de elaboração da sugestão, título, tema (de forma breve descrever do que se trata a sugestão de pauta). O que achar apropriado como forma de identificação;


2. Histórico/Sinopse – em poucas linhas (de 3 a 5 linhas) escreva um resumo do assunto a ser abordado apresentando o que de fato é o assunto, criando um contexto para situar o assessorado como uma boa fonte para a matéria;


3. Abordagem – é o item que marca a individualidade da matéria, pois cada forma de enfoque atinge um público diferente. É direcionar o jornalista para o eixo principal da sugestão de pauta;


4. Posicionamento – dependendo do tema da sugestão de pauta você pode descrever qual o posicionamento adotado pelo assessorado;


5. Fontes – por mais que o assessor elabore uma ótima sugestão, o jornalista precisa colher informações com as principais fontes. Não se esqueça de inserir cargo/função da pessoa, telefone para contato. Na dúvida na escolha da fonte verifique o tema da sugestão;


6. Imagens – aqui o assessor sinaliza que tipo de imagens combina com a abordagem do assunto e pode ser utilizada pelo jornalista.


Não custa nada lembrar que ao escrever a sugestão de pauta, a mesma precisa estar inserida em um contexto, ser rica em detalhes e conter informações novas para gerar interesse no jornalista. O texto deve ser atrativo, escrito de forma simples, clara e objetiva. Ah, não se esqueça de enviar o material à editoria correta!


Gostou desse conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

3 visualizações
LOGO 2-03.png

Siga a AC nas mídias sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Branca ícone do YouTube

Todos os Direitos Reservados © 2020 DANIELLE LINS